Confeitaria DEMEL e a história da famosa torta sacher

Como o blog chama-se “Vamoscomerfora.com”, a nossa proposta é falar dos lugares para comer “fora” de casa, e também dos lugares “fora” do país.
Para iniciar a nossa seção “international”, vamos viajar para Viena, capital da Áustria e que sempre figura entre uma das melhores cidades para se viver do mundo. Hoje, não vamos falar de alguns dos pratos típicos austríacos como o “schnitzel” ou o “goulash”, mas sim de um doce que para muitos é o verdadeiro “melhor bolo de chocolate do mundo” (em uma alusão à rede portuguesa com este nome), a famosa “sacher torte” (ou torta sacher) da confeitaria Demel!

IMG_4896
Mas, “péra lá”, afinal qual a original torta sacher? Da Demel ou do Hotel Sacher?
Para isso vamos contar um pouco de história, que inclusive tem um lacinho com o Brasil!
Lá na metade do século XIX, uma confeitaria foi vendida para o funcionário Christoph Demel, que a renomeou posteriormente como “Ch. Demel’s Söhne”. Seus filhos Joseph e Karl continuaram o negócio e conseguiram o título de fornecedores da família imperial austríaca, os Habsburg.
Franz Sacher, inventor da torta sacher, cuidava de alguns negócios na Europa e passou o legado de sua invenção para seu filho Eduard Sacher, que deu continuidade e aprimorou a receita de seu pai quando trabalhava na confeitaria Demel. E lá foi o primeiro lugar a vender a torta sacher.
Em 1876, Eduard funda o famoso e sofisticado Hotel Sacher e, é claro, também passa a oferecer a torta sacher em seu cardápio.
Anos mais tarde, os novos proprietários do Hotel Sacher passam a utilizar o título “The Original Sacher Torte” para sua receita o que gerou uma série de brigas com a Demel, que se julgava a dona deste título. Após anos de disputa judicial, foi decidido que o Hotel Sacher poderia utilizar o título de “The Original Sacher Torte” e a Demel poderia decorar sua receita com um selo triangular com a descrição “Eduard-Sacher Torte”.
O que tem de bom nesta torta?
É um bolo de chocolate, com uma cobertura espessa de chocolate amargo e recheio de geleia de damasco!
Agora, falando sobre a Demel, simplesmente é um dos principais pontos turísticos de Viena!
Sua decoração interna é linda! Cheia de luxo, realmente retratando a posição que tinham como fornecedores oficiais dos Habsburg! As garçonetes devidamente trajadas com avental branco provavelmente não te atenderão com a devida atenção, pois sempre o local está cheio. Aliás, dependendo do horário que você for, pode acabar pegando fila para entrar.

Quando fui, obviamente pedi uma torta sacher acompanhado de um chá de jasmim para dar aquele toque de elegância que o ambiente proporciona. E o açúcar que você utiliza vem em forma de pirulito de caramelo.

IMG_5092
Há inúmeras outras opções de doces na confeitaria, inclusive aqueles lindos de morrer, mas acabei escolhendo a sacher pela história mesmo.
Parada obrigatória em Viena! Qual a melhor torta: da Demel ou do Hotel Sacher? As duas são próximas em localização e, se possível, o legal é ir provar os dois! Para mim, ambas são muito boas! Acho que a preferência neste caso vai ser muito do gosto pessoal. Eu, particularmente, gostei mais da Demel, até por causa da história e ambiente que o local tem. Se é o melhor bolo de chocolate do mundo? Apesar de deliciosa, acho exagero classificar como “o melhor”. Já provei outros melhores, inclusive o da minha mãe.
Ah, e por que no começo do post, eu disse que a história da Demel tem um lacinho de relação com o Brasil?
A Demel era a fornecedora oficial do Império dos Habsburg, e a primeira imperatriz do Brasil e casada com D. Pedro I, Maria Leopoldina, era filha do Imperador Francisco I da dinastia dos Habsburg!
Preço da torta sacher: 4,10 euros
Que tal experimentar a famosa torta sacher na Áustria? Vamos comer fora?

Horário: Segunda a domingo (09:00-18:00)
Endereço: Kohlmarkt 14, Viena, Áustria
Horário: Segunda a domingo (09:00-18:00)

O primeiro post do blog! BIYOU’Z – um restaurante africano no Centro de SP

Nosso primeiro post do blog! E resolvemos começar com estilo! Quem gosta de comida diferente vai amar o BIYOU’Z, restaurante africano no centro de SP. Fomos no almoço, Willian e eu, e resolvemos fazer um menu degustação nosso. Pedimos vários pratos, inclusive o do dia, que era o Malang (banana da terra frita e peixe frito com molho acebolado – R$16,00).

IMG_3218

Amei todos, sem restrição. É uma comida diferente do que vemos por aí, mas nada chega a ser exótico, como se espera um restaurante camaronês.

Muito peixe, muita banana frita e a especialidade da casa: FUFU! Isso mesmo, o Fufu vem em duas versões, de milho e de arroz, ambos bem deliciosos!

O preço é muito bom e o local, apesar de pequeno, é bem agradável. O atendimento não demorou e a comida chega rápido também.

Os garçons são muito simpáticos e a conta sai na hora, escrita na sua frente pelo garçom, o que a gente não vê mais por aí atualmente. Apesar da simplicidade, aceita cartão de crédito e de débito.

IMG_3223

Vale a pena a visita!! Traremos outros restaurantes do centro que valham a pena visitar no almoço e no jantar, mas resolvemos começar por esse que é bom e barato.

Vamos comer fora?

BIYOU’Z. Alameda Barão de Limeira, nº 19, São Paulo.
Horário de Atendimento é de segunda a sexta-feira das 11h às 15h e sábado e domingo das 11 às 17h.